Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Em 2021, 45% dos atendimentos odontológicos foram de ordem preventiva

Agosto 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

Dentre todas as ações odontológicas realizadas em 2021 (cerca de 174,2 milhões), quase metade dos procedimentos, 78 milhões (45%) foram em atendimentos preventivos, aponta o Panorama da Odontologia Suplementar (2019 a 2021), desenvolvido pelo IESS no “Julho Neon”, mês destinado a relembrar a população sobre os cuidados e prevenção com a higiene bucal.

Nesse último ano foram realizados total de 32 milhões de aplicações tópicas profissionais de flúor por hemi-arcada, 15 milhões de atividades educativas individuais e 541 mil selantes por elemento dentário em menores de 12 anos de idade.

As operadoras informaram à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que no ano passado foram gastos R$ 3,2 bilhões com assistência à saúde odontológica no País. O valor mencionado é 16% maior em relação ao ano de 2020. Dentre os procedimentos identificados, as ações preventivas também foram as que tiveram maior custo, totalizando R$ 490 milhões.

De acordo com a análise, em 2019, antes da pandemia, haviam sido realizados 183 milhões de procedimentos odontológicos. No ano seguinte, com cenário da pandemia da Covid-19, o volume se reduziu para 154 milhões (-16%). Já em 2021, houve alta de 13% em relação ao ano anterior (174 milhões), porém ainda manteve queda de 5% quando comparado com 2019.  

Vale lembrar que o “Julho Neon” foi tema de webinar realizado pelo IESS com a presença de especialistas (clique aqui para assistir na integra).

O estudo também ganhou espaço na mídia nacional e foi destaque em veículos importantes como a Folha de S.Paulo, Valor Econômico e CNN Brasil.   

Para acessar Panorama da Odontologia Suplementar (2019 a 2021), na íntegra, clique aqui

Cresce número de beneficiários em planos odontológicos, mas procedimentos caem

Julho 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

Entre 2019 e 2021 houve crescimento expressivo (13%) no volume de adesões a planos exclusivamente odontológicos – de 25 para 28 milhões – no entanto, o número de procedimentos em clínicas e consultórios tiveram registro de queda de 5%. O estudo do IESS, feito no “Julho Neon”, mês destinado a relembrar a população sobre os cuidados e prevenção com a higiene bucal, traça um panorama da odontologia suplementar no País. 

As contratações a planos exclusivamente odontológicos acumulam sucessivos registros de alta desde quando começaram a ser mesurados pela ANS, em 2000. Na oportunidade havia 2,4 milhões de beneficiários, número que só cresceu (foram adicionados mais 25,6 milhões) atingindo a marca de 28 milhões de vínculos em 2021.

Por outro lado, em 2019, antes da pandemia, haviam sido realizados 183 milhões de procedimentos odontológicos no País. No ano seguinte, com cenário da pandemia da Covid-19, o volume se reduziu para 154 milhões (-16%). Já em 2021, houve alta de 13% em relação ao ano anterior (174 milhões), porém ainda manteve queda de 5% quando comparado com 2019.   

O “Julho Neon” foi tema de webinar realizado pelo IESS com a presença de especialistas (clique aqui para assistir na integra).

O estudo também ganhou espaço na mídia nacional e foi destaque em veículos importantes como a Folha de S.Paulo, Valor Econômico e CNN Brasil.   

Para mais detalhes sobre o Panorama da Odontologia, clique aqui
 

Procedimentos odontológicos caem durante a pandemia apesar de crescimento de beneficiários em planos

Julho 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

Análise do IESS aponta que entre 2019 e 2021 número de vínculos saltou de 25 para 28 milhões, porém houve queda de 5% no total de procedimentos    

Estamos no “Julho Neon”, mês destinado a relembrar a população sobre os cuidados e prevenção com a higiene bucal. Devido a importância do tema, o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) elaborou um estudo que traça o panorama da odontologia suplementar no período de 2019 a 2021. Os dados revelam que, no período, houve crescimento expressivo (13%) em adesões a planos exclusivamente odontológicos – de 25 para 28 milhões – no entanto, o número de procedimentos em clínicas e consultórios teve registro de queda de 5%.

De acordo com a análise, em 2019, antes da pandemia, haviam sido realizados 183 milhões de procedimentos odontológicos no País. No ano seguinte, com cenário da pandemia da Covid-19, o volume se reduziu para 154 milhões (-16%). Já em 2021, houve alta de 13% em relação ao ano anterior (174 milhões), porém ainda manteve queda de 5% quando comparado com 2019.   

“Os dados do estudo mostram que existe um ponto de atenção, pois indicam que muitas pessoas ainda não retornaram às clinicas e consultórios odontológicos para realização de procedimentos assistenciais. Importante lembrar que postergar ações preventivas e de limpeza, por exemplo, pode agravar o quadro clínico de uma doença bucal”, ressalta o superintendente executivo do IESS, José Cechin.

Além de apontar a evolução do número de beneficiários e procedimentos realizados, o estudo também descreve os valores com despesas. Em 2021, as operadoras informaram à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) que foram gastos R$ 3,2 bilhões com assistência à saúde odontológica. O valor é 16% maior em relação ao ano de 2020. Dentre os procedimentos identificados, as ações preventivas também foram as que tiveram maior custo, totalizando R$ 490 milhões.

Adesões a planos odontológicos em alta

Em contrapartida, as contratações a planos exclusivamente odontológicos têm crescido de forma contínua no País. Os números não pararam de crescer a partir do momento que começaram a ser mesurados pela ANS, em 2000 - na oportunidade havia 2,4 milhões de vínculos. Desde o início da série histórica, no entanto, foram adicionados 25,6 milhões de beneficiários atingindo a marca de 28 milhões em 2021.

Os planos coletivos empresariais, oferecidos pelas empresas aos seus colaboradores, respondem pela maior parte dos vínculos exclusivamente odontológicos (73%), totalizando 20 milhões de beneficiários em 2021. Esse tipo de plano mostra que existe uma tendência de oferta por parte das empresas a seus colaboradores. De acordo com a mais recente pesquisa da AON, realizada com empresas nacionais, o plano odontológico é o terceiro item mais prevalente para 91,7% das empresas em lista com 35 benefícios oferecidos, atrás apenas do plano médico-hospitalar e seguro de vida.  

Clique aqui para ver o estudo na íntegra.

Sobre o IESS

O Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) é uma entidade sem fins lucrativos com o objetivo de promover e realizar estudos sobre saúde suplementar baseados em aspectos conceituais e técnicos que colaboram para a implementação de políticas e para a introdução de melhores práticas. O Instituto busca preparar o Brasil para enfrentar os desafios do financiamento à saúde, como também para aproveitar as imensas oportunidades e avanços no setor em benefício de todos que colaboram com a promoção da saúde e de todos os cidadãos. O IESS é uma referência nacional em estudos de saúde suplementar pela excelência técnica e independência, pela produção de estatísticas, propostas de políticas e a promoção de debates que levem à sustentabilidade da saúde suplementar.

Mais informações

LetraCerta Inteligência em Comunicação

Emerson Oliveira – [email protected]

(11) 3812-6956 | 98231-8002

Enzo Zilio – [email protected]

(11) 3812-6956

Jander Ramon – [email protected]

(11) 3812-6956

 

Julho Neon: webinar IESS aborda panorama da odontologia e acesso à saúde bucal

Julho 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

Estamos no “Julho Neon”, mês destinado a relembrar a população sobre os cuidados e prevenção com a higiene bucal. Devido a importância do tema, o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) realiza nesta quinta-feira (21), a partir das 16h, o webinar Panorama da odontologia e acesso à saúde bucal. O encontro, com a presença de especialista do setor, será transmitido pelos canais do IESS no Facebook e Youtube. 

Na oportunidade, o IESS apresentará um estudo que traça o panorama da odontologia suplementar no período de 2019 a 2021. Os dados revelam que, no período, houve crescimento expressivo (13%) em adesões a planos exclusivamente odontológicos – de 25 para 28 milhões – no entanto, o número de procedimentos em clínicas e consultórios teve registro de queda de 5%. 

Além de apontar a evolução do número de beneficiários e procedimentos realizados, o estudo também descreve os valores com despesas.

Com mediação do superintendente executivo do IESS, José Cechin, o webinar contará com a participação dos seguintes convidados: 

  • Dr. Roberto Seme Cury, Presidente da Associação Brasileira de Planos Odontológicos – SINOG
  • Dr. Fábio Massaharu Nogi, Superintendente Odontológico da Seguros Unimed
  • Profª. Drª. Rosely Cordon, CEPI-Centro de excelência Protese implante da FOUSP e ABO-SP

Durante a transmissão, os convidados vão falar sobre a situação atual da odontologia no País, repercutindo dados do estudo, bem como de suas vivências profissionais. 

Também será possível realizar perguntas pelos chats da transmissão e via WhatsApp (11 93352-3355), que serão respondidas pelos participantes.

Clique aqui para acessar o estudo na íntegra.  

Até lá!
 

Estudo Especial Odontologia

Análise do Mapa Assistencial | Julho Neon e o Panorama da Odontologia Suplementar (2019 a 2021)

Julho 2022

Julho Neon | Este estudo especial apresenta um Panorama da Odontologia Suplementar no País e mostra que, entre 2019 e 2021, o número de beneficiários saltou de 25 para 28 milhões (+13%) e o total de procedimentos odontológicos caiu de 183 para 174 milhões (-5%).

Julho Neon: contratações de planos odontológicos cresce mais entre grupo de idosos

Julho 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

Com novo registro de alta (9,1%), nos 12 meses encerrados em maio deste ano, o número de contratações de planos exclusivamente odontológicos atingiu 29,6 milhões de beneficiários no País. A faixa etária que mais contribuiu para o crescimento geral, em termos percentuais, foi a de idosos com 59 anos ou mais, grupo que teve 314 mil novas adesões (alta de 13,9%). 

As informações são da Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) nº 71, desenvolvida pelo IESS, que traz dados e informações aprofundadas sobre saúde bucal, já que julho é destinado aos cuidados com a higiene oral e prevenção de doenças.

O grupo pertencente a faixa de 19 a 58 anos cresceu 8,8% no período. No entanto, foi o que mais se sobressaiu em números absolutos com registro de 1,7 milhão de vínculos. Fechando a lista aparecem os mais jovens, de 0 a 18 anos (alta de 7,9%), com 420 mil beneficiários.

Cabe pontuar que houve crescimento em todos os tipos de contratações no período de um ano. A maior alta, no entanto, em números absolutos, ocorreu no tipo coletivo empresarial com 1,8 milhão de vínculos, seguido por individual ou familiar (513 mil) e coletivo por adesão (100,2 mil).   
 
Vale frisar que, em maio deste ano, 24,4 milhões – correspondente a 82,5% de beneficiários de planos exclusivamente odontológicos – possuíam um plano coletivo. Do volume total, 87,7% pertenciam ao tipo coletivo empresarial e 12,3% ao coletivo por adesão.   

Em números absolutos, o estado de São Paulo foi o que mais cresceu no período (761,8 mil beneficiários), seguido por Minas Gerais (347,3 mil) e Rio de Janeiro (221,2 mil), ambos na região Sudeste. 

Para mais detalhes sobre a NAB 71, clique aqui
 

Saúde bucal em foco: relembre o webinar do IESS sobre o tema

Junho 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

Como anda a saúde bucal dos brasileiros? A partir dessa temática e embasado em estudo específico intitulado “Assistência Odontológica segundo posse de plano de saúde: Análise da Pesquisa Nacional de Saúde”, desenvolvido a partir de dados da PNS de 2019 e do IBGE, o IESS realizou, em fevereiro, um webinar com a participação de especialistas, relembre.

O bate-papo, intermediado pelo superintendente executivo do IESS, José Cechin, teve como objetivo traçar um panorama sobre a saúde bucal no País e reuniu nomes de peso do segmento: Dr. Roberto Cury, presidente da Sinog – Associação Brasileira de Planos Odontológicos; Dra. Maristela Azevedo, gerente de produto Odonto na AON; e Dr. Antonio Carlos Pereira, especialista em Odontologia Preventiva e Saúde Pública da FOP/Unicamp.

O estudo do IESS traz dados importantes sobre a saúde bucal. Revela, por exemplo, que em 20219, apenas 13% dos brasileiros (26,7 milhões) tinham um plano de assistência odontológica e 87% (183 milhões) não tinham acesso à odontologia suplementar.

Destaca ainda que, entre os brasileiros que não possuem um plano de saúde, mais de 15,3 milhões afirmaram nunca ter ido ao dentista – valor que representa 8,4% dos 183 milhões sem acesso à odontologia suplementar.

Para mais detalhes sobre o estudo, acesse a íntegra da TD 86.
Para assistir ao webinar, clique aqui.

 

IESS lança 12ª edição de prêmio de Produção Científica em Saúde Suplementar

Junho 2022
Salvar aos favoritos Compartilhar

https://www.revistacobertura.com.br/noticias/saude-e-odonto-noticias/iess-lanca-12a-edicao-de-premio-de-producao-cientifica-em-saude-suplementar/