Acompanhe o IESS nas redes sociais:
Quer ver seu estudo reconhecido e recomendado pelo IESS?
14/12/2017

Estamos expandindo nossas atividades para promover a disseminação de conhecimento na saúde suplementar. A partir de hoje, vamos passar a receber e publicar estudos produzidos por outros pesquisadores, empresas, entidades e organizações. Se você tem um estudo com foco em saúde suplementar, pode enviá-lo para nós e vê-lo publicado e recomendado em nosso site. 

Todos os trabalhos recebidos serão analisados por uma comissão dos pesquisadores e consultores técnicos do IESS antes de serem publicados. O trabalho de curadoria irá dar preferência a estudos com foco em saúde suplementar que se enquadrem na área do Direito, Economia ou Promoção da Saúde, Qualidade de Vida e Gestão de Saúde. Diferentemente do que acontece com o Prêmio IESS, os trabalhos não precisam ter sido apresentados a uma instituição de ensino previamente.

Para participar, basta enviar seu estudo para [email protected] com o assunto “Publicações Recomendadas”

Consulte o regulamento completo do IESS Recomenda 

Análise do mapa assistencial da saúde suplementar no Brasil
13/12/2017

Divulgada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a quinta edição do Mapa Assistencial da Saúde Suplementar apresentou um panorama do setor no país com base nos dados referentes ao ano de 2016 encaminhados pelas operadoras de planos privados de assistência à saúde, através do Sistema de Informação de Produtos (SIP). 

Num esforço de colaborar ainda mais com a tomada de decisão e contribuir com a disseminação de informações da saúde suplementar brasileira, fizemos uma análise dos dados assistenciais disponibilizados pela agência reguladora. A “Análise do mapa assistencial da saúde suplementar no Brasil entre 2011 e 2016” observa a assistência à saúde no setor no período destacado e, por meio de alguns indicadores, faz comparações com outros países e com o Sistema Único de Saúde (SUS).

Por meio de uma extensa análise, o estudo fornece um panorama sobre os beneficiários de planos médico-hospitalares no país e aponta questões relacionadas à assistência, como consultas médicas (ambulatoriais e em pronto-socorro), atendimentos com outros profissionais além do médico, exames, terapias e internações. As despesas assistenciais (em reais correntes) das operadoras de planos médico-hospitalares informadas à ANS por tipo de procedimento de 2011 a 2016 também foram contempladas na análise.

Ao longo dos próximos dias traremos informações detalhadas da nossa análise. Não perca.

Análise de caso de saúde bucal
12/12/2017

Temos divulgado periodicamente sobre o crescimento do número de beneficiários de planos exclusivamente odontológicos no Brasil. Este aumento mostra que o brasileiro tem se preocupado cada vez mais com sua saúde bucal, mas ainda há muito o que melhorar neste aspecto, como já dissemos aqui. Apenas 11% da população brasileira tem acesso aos planos exclusivamente odontológicos, ou seja, ainda há um grande campo para expansão. 

Neste mesmo tema, o artigo “Dental insurance, service use and health outcomes in Australia: a systematic review” (Plano de saúde odontológico, uso dos serviços e seus desfechos de saúde na Austrália: revisão sistemática da literatura), publicado na 19º edição do Boletim Científico verificou a qualidade da saúde bucal dos beneficiários por meio de revisão de 36 publicações. A análise do caso australiano pode auxiliar nas tomadas de decisão no âmbito brasileiro por se tratar de sistemas semelhantes.

Naquele país, o Seguro de Saúde Privado (Private Health Insurance - PHI) desempenha um papel fundamental no financiamento do atendimento odontológico no sistema de saúde. Entre 2012 e 2013, 12% de todos os gastos com serviços odontológicos foram de indivíduos com seguro privado. Bem como no caso nacional, a cobertura odontológica normalmente é fornecida em conjunto com a cobertura médico-hospitalar, porém, também é ofertado planos exclusivamente odontológicos. O seguro odontológico privado tem sido associado a níveis mais elevados de acesso aos cuidados dentários, com maior periodicidade no check-up e padrão dos serviços. 

Como já esperado, a evidência consolidada mostrou que adultos que possuem planos odontológicos também tem mais acesso ao dentista. Segundo o estudo, os beneficiários destes planos possuem melhor gerenciamento no tratamento das doenças bucais e de resultados eficazes. No entanto, os autores não chegaram a resultados sólidos quando relacionados a saúde bucal dos pacientes. Fica, deste modo, o questionamento sobre a saúde bucal no caso brasileiro. Nosso TD 66 aponta que a população que não adere a um plano odontológico está mais propensa a descuidar da higiene bucal. O trabalho aponta que 4,2% das pessoas sem plano odontológico afirmaram escovar os dentes só uma vez ao dia, quase o dobro do grupo beneficiário de plano, representando 2,4%. Ainda nesta comparação da saúde bucal entre os dois grupos, a pesquisa aponta que 3,9% dos beneficiários apresentam perda total dos dentes, já para aqueles sem planos odontológicos o número é quase 10 pontos porcentuais maior: 13,4%

Os desafios para a saúde bucal ainda são vários no nosso caso. O debate e adesão aos planos tem aumentado, mas ainda há muito o que se avançar na conscientização e a adesão aos diferentes programas e serviços para a promoção de saúde bucal. 

Mensuração e melhoria da qualidade assistencial na saúde
11/12/2017

Na última quinta-feira (7), realizamos o Seminário "Qualidade e Eficiência na Saúde" que contou com a participação de palestrantes de renome nacional e internacional, além de debate com formadores de opinião e tomadores de decisões na área da saúde. Um dos destaques do evento foi a palestra “Mensuração e Melhoria da Qualidade Assistencial na Saúde” com a Doutora em Medicina Preventiva Ana Maria Malik, da Fundação Getúlio Vargas.

Segundo a professora, um dos entraves na promoção da saúde brasileira é a falta de diálogo e do alinhamento de interesses entre os diferentes agentes do setor. “Nem todos os stakeholders que atuam na área tem os mesmos objetivos em prol da saúde. Ainda falta diálogo e envolvimento em comum de líderes políticos e comunitários, usuários dos serviços e seus defensores, prestadores, reguladores, representantes dos trabalhadores da saúde e os demais elos da cadeia”, aponta Malik. 

Ana Maria apontou como o avanço no diálogo entre estes diferentes agentes podem garantir a promoção e prevenção da saúde. Não é simples coincidência que tivemos entre os vencedores do VII Prêmio IESS um trabalho que mostra a experiência em atenção primária na saúde suplementar na cidade de Belo Horizonte. “Já falamos em atenção primária há alguns anos. Estas ações, como do trabalho premiado, mostram que algumas medidas estão sendo tomadas. Não adianta apenas falar da atenção primária, precisamos colocar em prática e fazer redes efetivas de saúde”, aponta Ana Maria. “É prevenção e promoção da Saúde que precisamos. Não apenas lidar com a doença”, continua.

“A cada vez que leio um novo trabalho sobre o tema, fico cada vez mais surpresa com a quantidade de desperdícios em toda a cadeia da saúde suplementar. No Brasil, usa-se os diferentes recursos de modo exagerado ou com pouca efetividade”, comenta ao citar outro tema latente nas preocupações do IESS, sobre os excessos e as fraudes na saúde brasileira

Segundo a especialista, não dá para optar: objetivos em saúde estão juntos com objetivos da qualidade. E isto passa por uma série de fatores, como melhorar o acesso e a qualidade dos serviços para diferentes populações, diminuir a mortalidade relacionada a evento adverso prevenível, aumentar acesso ao diagnóstico e tratamento precoce de câncer, garantir continuidade dos cuidados em saúde e outras etapas. 

A professora ainda afirma que muitas mudanças e atitudes inovadoras existem também dentro do Brasil para a melhoria da qualidade assistencial, mas ainda há muito receio por parte dos gestores em toda a cadeia para compartilhar estes resultados. “Acredito que o Brasil pode, sabe e tem experiências com sucesso efetivo. É necessário aprender e conseguir replicar estas estratégias”, conclui. 

Continuaremos a repercutir o Seminário "Qualidade e Eficiência na Saúde" nos próximos dias. Fique por dentro.

VEJA TAMBÉM
[Ver Todos]

CALENDÁRIO

dezembro / 2017
  • 07 Seminário Qualidade e Eficiência na Saúde
outubro / 2017
  • 26 Seminário IESS/HIS
maio / 2017
  • 31 Seminário: Incorporação de Tecnologias na Saúde Suplementar
março / 2017
  • 07 PIB
fevereiro / 2017
  • 23 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
janeiro / 2017
  • 11 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
dezembro / 2016
  • 09 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 23 Índice de Confiança do Consumidor
  • 06 Celebração de 10 anos de IESS
novembro / 2016
  • 09 Inflação (IPCA)
  • 30 PIB
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 22 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
  • 24 Índice de Confiança do Consumidor
outubro / 2016
  • 07 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 26 Índice de Confiança do Consumidor
  • 26 Seminário Internacional "Indicadores de qualidade e segurança do paciente na prestação de serviços na saúde"
setembro / 2016
  • 09 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 27 Índice de Confiança do Consumidor
  • 27 Seminário "Tecnologia na saúde Suplementar" no Hospital Innovation Show
agosto / 2016
  • 10 Inflação (IPCA)
  • 31 PIB
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 17 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
  • 24 Índice de Confiança do Consumidor
  • 31 Seminário Internacional "Novos produtos para saúde suplementar"
julho / 2016
  • 08 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 25 Índice de Confiança do Consumidor
junho / 2016
  • 08 Inflação (IPCA)
  • 01 PIB
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 27 Índice de Confiança do Consumidor
maio / 2016
  • 06 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 19 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
  • 24 Índice de Confiança do Consumidor
  • 06 A cadeia de saúde suplementar: avaliação de falhas de mercado e propostas de políticas
abril / 2016
  • 08 Inflação (IPCA)
  • 26 Índice de Confiança do Consumidor
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 26 Índice de Confiança do Consumidor
março / 2016
  • 29 Índice de Confiança do Consumidor
  • 23 Rendimento Médio Real - PME
  • 27 Índice de Confiança do Consumidor
fevereiro / 2016
  • 22 Índice de Confiança do Consumidor
janeiro / 2016
  • 25 Índice de Confiança do Consumidor
novembro / 2015
  • 12 Cerimônia de premiação do V Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar
outubro / 2015
  • 20 Seminário Internacional "OPMEs: Análise setorial e adoção de boas práticas"
setembro / 2015
  • 03 Seminário "Efeitos da regulação sobre a saúde suplementar"
maio / 2015
  • 28 Seminário Internacional "Evolução dos custos na Saúde Suplementar"
novembro / 2014
  • 27 Seminário Internacional "A Sustentabilidade da Saúde Suplementar"
outubro / 2014
  • 29 Cerimônia de entrega do IV Prêmio IESS de Produção Científica
novembro / 2013
  • 07 III Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar
outubro / 2013
  • 15 III Seminário "Promoção de Saúde nas Empresas"
novembro / 2012
  • 27 Seminário Internacional “Projeções do custo do envelhecimento no Brasil”
outubro / 2012
  • 03 II Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar
  • 17 5° Aniversário do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar - IESS
outubro / 2011
  • 17 Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar

A saúde suplementar traduzida em dados de forma simples e prática

Infográficos didáticos explicam como funciona a saúde suplementar no país

VÍDEOS

Debate: Uso do Big Data para promover cuidados integrados na saúde

Stephen Stefani: Terapia de precisão na era da imuno-oncologia

Debate: Desospitalização e cuidados integrados do paciente para uma assistência qualificada e sustentável

PODCASTS

DOCUMENTOS

Análise do mapa assistencial da saúde suplementar no Brasil entre 2011 e 2016

Estudo analisa a assistência à saúde no setor no período destacado, faz...

Revolucionando o sistema de saúde por meio da qualidade e eficiência

Apresentação de Maureen Lewis, CEO da Aceso Global, durante o seminário...

Construindo uma estratégia para a melhoria da qualidade do cuidado em saúde

Apresentação de Ana Maria Malik, professora da FGV, durante o seminário...
RECEBA NOTÍCIAS
Cadastre-se e receba, periodicamente, os estudos e números mais atualizados sobre saúde suplementar
Enviar