Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Outubro 2021
Salvar aos favoritos Compartilhar

Em agosto de 2021, o número de beneficiários de planos exclusivamente odontológicos atingiu a marca de 28,3 milhões – o melhor resultado desde o início da série histórica em 2000. O número foi alcançado após o acréscimo de mais de 2,5 milhões de vínculos em 12 meses, representando alta de 9,8% no período. Os dados são da Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) nº 62, do IESS.

No intervalo analisado, os principais avanços por tipo de contratação foram dos planos individuais e familiares (17,5%) e dos planos coletivos empresariais (9,5%). O resultado de agosto deste ano mostra também que do total de beneficiários de planos exclusivamente odontológicos, 82,5% possuíam um plano coletivo. A proporção é similar ao cenário dos planos médico-hospitalares, conforme o IESS mostrou em outra oportunidade.

Houve crescimento de vínculos em todas as faixas etárias, com destaque para beneficiários com 59 anos ou mais (11,9%). Na análise por regiões do país, Sul (17,9%) e Norte (13,1%) tiveram os melhores desempenhos puxados pelas altas em Tocantins (39,4%) e Santa Catarina (32,7%). Já em números absolutos, o maior aumento foi em São Paulo, com 963.059 novos vínculos. A maior queda ocorreu em Roraima, cuja perda foi de 797 beneficiários entre agosto de 2020 e agosto de 2021.

O bom desempenho do setor também pode ser explicado pelo décimo segundo mês consecutivo em que o número de adesões superou a quantia de cancelamentos. Em agosto, por exemplo, o setor teve a melhor marca de 2021 com saldo positivo de 325.850 beneficiários.
Acesse aqui a íntegra da NAB 62.
 

O número de beneficiários de planos de saúde atinge a maior marca desde maio de 2016, ultrapassando 48,4 milhões de vínculos. No intervalo de 12 meses encerrados em julho de 2021, mais de 1,6 milhões de novos contratos foram firmados, valor que representa alta de 3,4%. Os planos odontológicos superaram o recorde histórico. São mais de 27,9 milhões de beneficiários.

Em abril de 2024, o número de beneficiários de planos médico-hospitalares foi de 51 milhões. A variação nos 12 meses anteriores foi de 1,7% com acréscimo de 845,4 mil vínculos. Já os planos odontológicos somam 33,1 milhões de contratos e, no mesmo período, houve aumento de 2,4 milhões de beneficiários (+7,7%). Veja a íntegra da NAB 94.

NAB
Junho 2024
Salvar aos favoritos Compartilhar

A odontologia suplementar encerrou março de 2024 com 32,7 milhões de beneficiários no País. Em 12 meses houve alta de 7,2% com a inclusão de 2,2 milhões de contratos. A informação é do estudo periódico do IESS Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) n° 93.

Dentre os tipos de planos, os coletivos por adesão tiveram a maior alta (28,4%) e encerraram março com 3,7 milhões de beneficiários. Os coletivos empresariais somaram 23,5 milhões e tiveram um crescimento de 5,1% em 12 meses. 

Os planos individuais e familiares também seguem com tendência de alta. Durante o período de um ano, tiveram adição de 247 mil vínculos, alta de 4,6%, totalizando 5,6 milhões de beneficiários. 

Confira e baixe gratuitamente a NAB 93 aqui.  

NAB
Junho 2024
Salvar aos favoritos Compartilhar

A Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) n° 93 do IESS já está disponível com as atualizações dos dados da saúde suplementar até março de 2024. O estudo aponta que os planos de saúde médico-hospitalares fecharam o período de 12 meses com variação positiva de 1,7% e registro de 51 milhões de beneficiários. 

Dentre os tipos de planos, os coletivos empresariais tiveram a maior alta: 2,9%. O número de vínculos nos 12 meses saltou de 35 milhões para 36 milhões, refletindo o aquecimento do mercado de trabalho. O estoque de empregos formais no período teve aumento de 3,7%.

Já os planos individuais e familiares apresentaram leve queda de 1,1%. Em março de 2023, eram 8,9 milhões de beneficiários com este tipo de contratação e o número caiu para 8,8 milhões no mesmo mês deste ano. 

Confira e baixe gratuitamente a NAB 93 aqui.  

Em março de 2024, o número de beneficiários de planos médico-hospitalares foi de 51 milhões. A variação nos 12 meses anteriores foi de 1,7% com acréscimo de 868,7 mil vínculos. Já os planos odontológicos somam 32,7 milhões de contratos e, no mesmo período, houve aumento de 2,2 milhões de beneficiários (+7,2%). Veja a íntegra da NAB 93.

Em fevereiro de 2024, o número de beneficiários de planos médico-hospitalares foi de 50,9 milhões. A variação nos 12 meses anteriores foi de 1,9% com acréscimo de 944 mil vínculos. Já os planos odontológicos somam 32,8 milhões de contratos e, no mesmo período, houve aumento de 2,5 milhões de beneficiários (+8,2%). Veja a íntegra da NAB 92    .

NAB
Abril 2024
Salvar aos favoritos Compartilhar

O estado de Santa Catarina encerrou o mês de janeiro deste ano com 607,1 mil beneficiários em planos de saúde médico-hospitalares. Em 12 meses, houve crescimento de 1,9%, o maior da região Sul, com acréscimo de 31 mil vínculos.

As informações são Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) N° 91 do IESS. O estudo mostra que no Brasil o número de contratos é de 50,9 milhões, com registro de alta de 1,8% a mais do que o mesmo mês de 2023, quando havia 50 milhões. 

No Sul do País, o número total de beneficiários é de 78,5 mil, sendo 37,5 mil do Rio Grande do Sul, 31 mil de Santa Catarina e 9,9 mil do Paraná. No período de um ano, houve variação positiva de 1,1% - a média nacional foi de 1,8%. 

Para baixar a Nota de Acompanhamento de Beneficiários N° 91 na íntegra clique aqui