Acompanhe o IESS nas redes sociais:
Número de beneficiários de planos de saúde continuam caindo
20/04/2017

De acordo com a nova edição da NAB, publicada na última terça-feira (18), o total de beneficiários de planos médico-hospitalares apresentou queda mais uma vez. Entre os meses de março de 2017 e março de 2016 foi registrado um recuo de 2%, o que equivale ao rompimento de 978,2 mil vínculos.

Seguindo a tendência da NAB anterior, a Região Sudeste tem puxado esse recuo. Em números absolutos, a maior queda ocorreu no estado de São Paulo, cuja perda foi de 493.591 mil beneficiários entre março de 2016 e março de 2017. Outro Estado que perdeu significativamente o número de contratos foi o Rio de Janeiro, que apresentou uma queda de 221.179 mil vínculos. Esses dois estados brasileiros juntos respondem por mais da metade dos vínculos rompidos no País.

Por outro lado, o Norte foi a única região do País a registrar aumento do total de beneficiários de planos de saúde. Entre março de 2017 e o mesmo mês do ano passado, a região registrou 3,7 mil novos vínculos, alta de 0,2%. O resultado foi impulsionado pelo mercado de planos de saúde no Estado do Amazonas, onde foram firmados 32,3 mil novos vínculos. Um acréscimo de 6,3%.

Nos próximos posts, vamos explorar mais os dados regionais. 

Como anda a saúde econômica do setor de saúde?
19/04/2017

Quarta-feira passada (12/4), aqui no Blog, mostramos como são empregados os recursos advindos das contraprestações que os beneficiários pagam aos planos de saúde: De cada R$ 100, R$ 86,17 são gastos assistenciais com serviços médicos, R$ 11,23 são destinados para o pagamento de despesas administrativas (como tributos) e apenas R$ 2,60 ficam de resultado. Sendo que o valor médio das mensalidades dos planos em setembro de 2016 (o dado mais recente disponível) foi de R$201,63.

O que pretendemos ao mostrar esses números? Fazer uma defesa do setor? Longe disso, apenas jogar luz sobre os números e fomentar o debate sobre a sustentabilidade do setor as medidas que precisam ser tomadas para garanti-la. Principalmente frente ao constante aumento dos gastos assistenciais em patamares superiores aos dos reajustes das mensalidades (definidos pela ANS) ao longo de grandes períodos de tempo.

Mas apenas esses números podem não deixar clara a situação em que o setor se encontra hoje, então resolvemos fazer um exercício simples de projeção desses recursos para setembro de 2017. Não estamos projetando que estes serão os resultados do próximo período, é bom deixar claro, apenas tentando ilustrar a atual situação do setor e os desafios que precisam ser enfrentados para garantir sua sustentabilidade.

Para tanto, vamos considerar que o reajuste permitido pela ANS fosse idêntico ao do ano anterior: 13,57%. O que é bastante improvável. Com esse reajuste, a mensalidade média subiria para R$ 228,99.

Vamos aceitar, também, que a sinistralidade (o porcentual da contraprestação destinado para gastos assistenciais), até para facilitar o cálculo, do período seja de 85%. Portanto, inferior aos 86,17% registrados em setembro de 2016. Então, de cada mensalidade de R$228,99, R$ 194,64 seriam destinados ao pagamento de despesas assistenciais. 

Contudo, ainda temos que considerar a variação dos custos médico-hospitalares, aferida pelo VCMH/IESS, que deve ter encerrado o ano entre 18% e 20%, como já apontamos aqui. Para esse exercício, vamos, então, considerar uma taxa de aumento dos custos médico-hospitalares de 18%. Vale destacar, a última vez que o VCMH apresentou uma variação inferior a este patamar foi em julho de 2015. Isso significa que os gastos assistenciais subiriam para R$ 229,68. Portanto, mais do que a operadora recebe dos beneficiários.

Além disso, há as despesas administrativas, que vamos manter congeladas em R$ 22,64. O que significaria que as operadoras não gastariam um centavo a mais com tributos (apesar do aumento de receita pelo reajuste das mensalidades) ou com o reajuste de salário de seus funcionários, entre outros fatores. Apenas, novamente, para simplificar o exercício proposto.

Qual seria então, o resultado dessa conta? Qual seria o resultado das operadoras?

Bem, de acordo com esses números, a cada R$ 100 recebidos, as operadoras gastariam R$ 9,89 com despesas administrativas, R$ 100,30 com despesas assistenciais e teriam um resultado negativo de R$ 10,19.

O que, obviamente, demonstra um risco à sustentabilidade do setor. 

Nova Edição da NAB já está disponível
18/04/2017

A nova edição da Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) apresenta, em tabelas e gráficos, os principais e mais recentes números relacionados à saúde suplementar. Os dados são divididos por estados e regiões e por tipo de contratação e modalidade de operadoras. 

O destaque da 10º edição do novo boletim aponta o recuo de 2% no total de beneficiários de planos de saúde médico-hospitalares entre março de 2017 e o mesmo mês de 2016, o que equivale ao rompimento de 978,2 mil vínculos.

Os dados serão analisados nas próximas postagens aqui do blog. 

Planos de saúde: desafios para uma boa regulação
17/04/2017

O Grupo de Economia da Infraestrutura & Soluções Ambientais, da FGV, irá promover, nesta quinta-feira (20/4), das 11h às 12h30, o debate "Planos de saúde: desafios para uma boa regulação". O encontro visa debater como o setor da saúde suplementar pode adotar melhores práticas visando o aperfeiçoamento dos serviços, um debate que consideramos fundamental para o aperfeiçoamento do setor.

O evento acontece na Sala FGV Nove de Julho da Fundação Getúlio Vargas, localizada na Av. Nove de Julho, 2029, Bela Vista, em São Paulo.

Se você também se interessa por este assunto, aproveite e inscreva-se agora para participar do debate. 

O evento será transmitido online no YouTube.

 

VEJA TAMBÉM
[Ver Todos]

CALENDÁRIO

maio / 2017
  • 31 Seminário: Incorporação de Tecnologias na Saúde Suplementar
março / 2017
  • 07 PIB
fevereiro / 2017
  • 23 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
janeiro / 2017
  • 11 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
dezembro / 2016
  • 09 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 23 Índice de Confiança do Consumidor
  • 06 Celebração de 10 anos de IESS
novembro / 2016
  • 09 Inflação (IPCA)
  • 30 PIB
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 22 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
  • 24 Índice de Confiança do Consumidor
outubro / 2016
  • 07 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 26 Índice de Confiança do Consumidor
  • 26 Seminário Internacional "Indicadores de qualidade e segurança do paciente na prestação de serviços na saúde"
setembro / 2016
  • 09 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 27 Índice de Confiança do Consumidor
  • 27 Seminário "Tecnologia na saúde Suplementar" no Hospital Innovation Show
agosto / 2016
  • 10 Inflação (IPCA)
  • 31 PIB
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 17 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
  • 24 Índice de Confiança do Consumidor
  • 31 Seminário Internacional "Novos produtos para saúde suplementar"
julho / 2016
  • 08 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 25 Índice de Confiança do Consumidor
junho / 2016
  • 08 Inflação (IPCA)
  • 01 PIB
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 27 Índice de Confiança do Consumidor
maio / 2016
  • 06 Inflação (IPCA)
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 19 Variáveis de ocupação - PNAD contínua
  • 24 Índice de Confiança do Consumidor
  • 06 A cadeia de saúde suplementar: avaliação de falhas de mercado e propostas de políticas
abril / 2016
  • 08 Inflação (IPCA)
  • 26 Índice de Confiança do Consumidor
  • 01 Taxa de juros - Selic
  • 01 Taxa de câmbio
  • 26 Índice de Confiança do Consumidor
março / 2016
  • 29 Índice de Confiança do Consumidor
  • 23 Rendimento Médio Real - PME
  • 27 Índice de Confiança do Consumidor
fevereiro / 2016
  • 22 Índice de Confiança do Consumidor
janeiro / 2016
  • 25 Índice de Confiança do Consumidor
novembro / 2015
  • 12 Cerimônia de premiação do V Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar
outubro / 2015
  • 20 Seminário Internacional "OPMEs: Análise setorial e adoção de boas práticas"
setembro / 2015
  • 03 Seminário "Efeitos da regulação sobre a saúde suplementar"
maio / 2015
  • 28 Seminário Internacional "Evolução dos custos na Saúde Suplementar"
novembro / 2014
  • 27 Seminário Internacional "A Sustentabilidade da Saúde Suplementar"
outubro / 2014
  • 29 Cerimônia de entrega do IV Prêmio IESS de Produção Científica
novembro / 2013
  • 07 III Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar
outubro / 2013
  • 15 III Seminário "Promoção de Saúde nas Empresas"
novembro / 2012
  • 27 Seminário Internacional “Projeções do custo do envelhecimento no Brasil”
outubro / 2012
  • 03 II Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar
  • 17 5° Aniversário do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar - IESS
outubro / 2011
  • 17 Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar

A saúde suplementar traduzida em dados de forma simples e prática

Infográficos didáticos explicam como funciona a saúde suplementar no país

VÍDEOS

Desafios globais da saúde e a relevância da participação privada nesse setor

Um balanço da última década e perspectivas para o setor de saúde do Brasil e na América Latina

VI Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar

PODCASTS

DOCUMENTOS

Determinantes da posse de plano de saúde

Trabalho, inédito, aponta que o local de residência, a idade e o nível de...

Evidências de práticas fraudulentas em sistemas de saúde internacionais e no Brasil

Trabalho inédito estima que cerca de R$ 22,5 bilhões dos gastos das operadoras de...

A certeza de que podemos construir o sistema de saúde com que sonhamos

Apresentação de Luiz Augusto Carneiro, superintendente executivo do IESS, durante a...
RECEBA NOTÍCIAS
Cadastre-se e receba, periodicamente, os estudos e números mais atualizados sobre saúde suplementar
Enviar